Os Voluntários Cómicos…

Ao longo dos anos A ROCHA tem recebido voluntários englobados no programa Erasmus+, nomeadamente o Serviço Voluntário Europeu. Este ano temos dois voluntários para trabalhar no projeto de estudos de microplásticos.  A ROCHA Portugal encontrou os dois voluntários mais europeus que havia para recolher dados sobre microplásticos no Algarve, especificamente na Ria de Alvor. São dois rapazes com um coração enorme e uma boa disposição contagiante. Esta foi a entrevista possível para apresentar os nossos “heróis improváveis”…

À esquerda: Arjan van Vuuren (também conhecido por “Bebedor de Sopa Plástica”).

À direita: Yassir Bouchnafa (ou “Destruidor de Microsferas de Toulouse”).

Há muito plástico “escondido” por debaixo da vegetação!

Um hora depois, muito lixo e muita frustração porque há muito mais!

Uma piada é algo muito sério – Winston Churchill

O que nos podem dizer sobre vocês?

Yassir: Venho de Toulouse, no sul da França. Depois de terminar meus estudos em Marketing quis seguir o sonho de me tornar um comediante stand-up. Este projeto encaixa-se perfeitamente neste objetivo!

Arjan: Depois de estudar para ser um assistente de veterinário, estudei filosofia. Na Holanda, fiz vídeos de comédia com os meus amigos. Tal como o Yassir, eu estava num percurso que naturalmente me trouxe para A Rocha.

O que vos trouxe para A Rocha Portugal?

Arjan: Acho que César disse: “vim, vi, e então fiquei por um ano para fazer algumas coisas”… Não sei o que ele queria dizer. Mas estamos aqui para fazer um projeto sobre microplásticos para A Rocha.

Yassir: O Rei Salomão disse que “todos os rios correm para o mar; mas o mar não está cheio”, mas se não fizermos algo sobre os microplásticos em breve o mar estará cheio deles.

Então, estão aqui para resolver o problema dos microplásticos?

Yassir: Como o Homem-Aranha disse uma vez: “Com um grande poder vem uma grande responsabilidade”. Infelizmente, não temos um grande poder mas temos uma grande responsabilidade. O nosso trabalho é investigar a quantidade de microplásticos acumulada nas praias da região. Além disso queremos informar as pessoas sobre o problema dos microplásticos.

Arjan: Neste momento, cientistas de todo o mundo estão a tentar descobrir em que medida os microplásticos estão a poluir os nossos oceanos, e quais os danos para os animais, plantas e seres humanos. Também queremos participar, através da recolha de dados na Ria de Alvor. O plástico que enviamos para os oceanos está a voltar para nós em pequenas partículas, entrando na nossa comida e água potável. Como Courtney Love disse certa vez: “Não preciso de plástico no meu corpo para me validar como mulher!”… E eu também não.

Para além da recolha de informação e dados sobre a poluição por microplásticos, estão a fazer alguma coisa em relação ao lixo plástico?

Arjan: Nos inícios de Junho fomos, juntamente com o Ruben – outro voluntário, para a zona do parque de estacionamento na zona central do estuário de Alvor. Fomos muito cedo porque o clima em Portugal é… inclemente! Levámos 10 sacos do lixo grandes. Em pouco mais de uma hora, todos os sacos de lixo estavam cheios e, honestamente, todos nos sentíamos um pouco frustrados.

Yassir: Recolhemos sacos de plástico, fragmentos, garrafas, embalagens de doces, cordas sintéticas de equipamento pesca, esferovite, baldes, beatas de cigarro, embalagens de sal, tampas, caixa de uma televisão, baldes de tinta e pilhas. Os dez sacos e as nossas seis mãos foram poucas e pareceram ridículas; os nossos esforços mal tocaram no lixo encontrado no estacionamento. Mas a responsabilidade leva-nos ao compromisso e por isso continuaremos na próxima semana! Esperamos ver muitas aves migratórias aqui no outono; Gostaríamos de recebê-las neste lindo lugar com tão pouco plástico quanto possível.

A vinda destes dois voluntários é resultado de um Projeto financiado pela União Europeia ao abrigo do programa Juventude em Ação | Erasmus+, convenção nº 2016-3-PT02-KA105-003893.
2018-05-04T14:38:30+00:00