Notícias que dizem respeito ao departamento Conservação e Ciência

Lei do Arvoredo de Interesse Público foi regulamentada

Depois de promovermos a petição pela regulamentação desta lei, estamos muito satisfeitos que tal tenha sido finalmente conseguido. A regulamentação da Lei 53/2012 que aprovava o regime jurídico da classificação de arvoredo de interesse público, feita pela Portaria 124/2014. O enquadramento legal detalha agora os instrumentos que temos à nossa disposição para continuarmos a cuidar deste património natural e também histórico. A possibilidade de colaborar na identificação de árvores classificáveis e apresentar candidaturas está ao alcance de todos os cidadãos. Todos podemos ajudar a

Lei do Arvoredo de Interesse Público foi regulamentada2016-10-31T15:41:59+01:00

Lembrando a Dra. Penny Wolff

Foi no início deste ano que dissemos “adeus” à nossa grande amiga Dr. Penny Wolff. A Penny colaborou connosco durante cerca de 10 anos, ajudando com os seus conselhos preciosos nomeadamente na revisão dos relatórios científicos e outros projetos. Pouco antes de falecer deu-nos um generoso donativo que permitiu atribuir uma bolsa a um estudante de mestrado para um estágio no nosso centro. Este estudante está a recolher dados para o seu mestrado e a colaborar no trabalho de doutoramento da Paula Banza, diretora do

Lembrando a Dra. Penny Wolff2016-10-31T15:40:41+01:00

Os insectos na recuperação de áreas ardidas

Já fez um ano que se iniciou o trabalho de campo com incursões mensais à Serra de S. Brás de Alportel, onde estão a ser capturados insetos, diurnos e noturnos, para conseguir estudar as complexas redes de polinização entre plantas e polinizadores. Esperamos compreender melhor como são restabelecidas estas relações após um grande incêndio, como o que aconteceu nesta serra no verão de 2012. Após a captura dos insetos é utilizada uma técnica laboratorial para a recolha de pólen do seu corpo e para

Os insectos na recuperação de áreas ardidas2016-10-31T15:24:17+01:00

Ser investigador científico por uns dias

Queres passar uns dias de férias diferentes e fazer um pouco de investigação científica connosco? A oportunidade é a de participar num projeto de investigação científica que já dura há mais de 20 anos em parceria entre A ROCHA e a Universidade de Cardiff, no País de Gales, Reino Unido. Durante semana e meia, alguns membros do nosso staff, investigadores da Universidade de Cardiff e alguns estudantes universitários vão trabalhar pela noite fora junto a falésias da costa algarvia para atrair, capturar, anilhar, medir,

Ser investigador científico por uns dias2016-10-31T15:05:29+01:00

Outra vitória para a Ria de Alvor

A fechar o ano recebemos uma prenda muito esperada: a campanha que lideramos para a proteção da Ria de Alvor teve mais uma vitória legal. Em junho de 2012, numa decisão histórica para o direito ambiental português, o Tribunal Administrativo e Fiscal de Loulé tinha condenado os proprietários da Quinta da Rocha à reposição completa dos habitats que haviam destruído e a absterem-se por um período de 10 anos de quaisquer atividades nas zonas de espécies ou habitats protegidos. Os proprietários recorreram da sentença

Outra vitória para a Ria de Alvor2016-10-31T14:58:57+01:00

Formação de professores

A ROCHA está a implementar um plano de formação destinado a professores do 1º e 2º ciclos sob o tema “Ria de Alvor como recurso educativo”. Temos como objetivo principal dotar os professores com mais opções para a componente de saída de campo, aproveitando a proximidade e riqueza da Ria de Alvor e tornando a exploração dos conteúdos, por parte dos alunos, mais atrativa e melhor consolidada, pela oportunidade de “aprender fazendo”.Esta formação surge no âmbito de um protocolo com o Centro de Formação Rui

Formação de professores2016-10-31T14:54:38+01:00

As aves deste outono

Duas visitas guiadas para observação de aves (birdwatching) aconteceram na chegada do outono. Esta época continua a ser uma boa altura para avistar muitas espécies que descem da Europa para o território africano em busca de um inverno mais ameno. O nosso guia (Guillaume Réthoré) produz relatórios detalhados das visitas efetuadas, mas se a sua curiosidade é só saber as espécies avistadas então pode consultar para já a lista da visita de 22 a 29 setembro. Ainda há vagas para as viagens que se vão

As aves deste outono2017-06-19T19:59:06+01:00

Ser investigador científico por uns dias?

Gosta de um descanso ativo? Quer participar num projeto de investigação científica que já dura há 20 anos e que é uma parceria entre A ROCHA e a Universidade de Cardiff, no País de Gales, Reino Unido? Acha que consegue aguentar a pedalada de seis estudantes universitários, durante mais de uma semana, música a bombar pela noite fora, numa plataforma rochosa da costa algarvia,, enquanto se atraem, capturam, anilham, medem, pesam, fotografam e libertam os alma-de-mestre (Hydrobates pelagicus)? Se respondeu SIM a todas estas

Ser investigador científico por uns dias?2016-10-31T14:29:13+01:00

Campanha de anilhagem de painhos

A Rocha Portugal tem vindo a estudar o Alma-de-mestre, ou Painho-de-cauda-quadrada Hydrobates pelagicus durante os últimos 20 anos. Todos os anos entre 20 de Maio e 20 de Junho eles incentivam voluntários de todas as idades, de todas as partes do mundo, a participarem neste interessante projeto de pesquisa. Pequenas equipes de 4-8 voluntários permanecem por dez dias, cada uma, trabalhando com cientistas da Universidade de Cardiff, da  RSPB/BirdLife britânica e da A Rocha Portugal. Nenhuma experiência prévia é necessária; apenas entusiasmo e boa condição

Campanha de anilhagem de painhos2016-10-31T14:11:28+01:00

Ria de Alvor – duas sentenças históricas para o direito ambiental português

O envolvimento d’A Rocha Portugal no estudo, monitorização e conservação da Ria de Alvor remontam já à década de 80. Em resposta à convicção de que devemos estudar e aprender a conhecer e a cuidar dos jardins que Deus nos deu para vivermos, a ARP sempre se dedicou sobretudo à investigação científica, à conservação e à educação ambiental. No entanto, a destruição de áreas significativas de habitats sensíveis e protegidos que ocorreu desde 2004 na Ria de Alvor pelos proprietários da Quinta da Rocha,

Ria de Alvor – duas sentenças históricas para o direito ambiental português2016-10-31T13:54:45+01:00