Comunicados 2016-10-21T09:31:54+00:00

Comunicados de Imprensa

Proposta de Núcleo de Desenvolvimento Turístico na Ria de Alvor em terrenos interditados pelo tribunal

2 de fevereiro de 2015 | Download (PDF, 43.1 kB)

Está em consulta pública, até 6 de fevereiro, proposta da Butwell, proprietária da Quinta da Rocha, para a concretização de um Núcleo de Desenvolvimento Turístico (NDT), nos mesmos terrenos em que a empresa foi condenada a abster-se da mobilização, da remoção de vegetação, e à reposição das espécies e habitats destruídos.

Dia Mundial da Floresta: Plantações florestais industriais não são florestas!

21 de março de 2014 | Download (PDF, 126.2 kB)

No Dia Mundial da Floresta, as organizações da sociedade civil LPN, GEOTA, GAIA, FAPAS, A Rocha, Oikos, QUERCUS e SPEA juntam-se para dizer: plantações florestais não são florestas! As florestas são sistemas multidimensionais, conjugando diversidade estrutural, funcional e biológica que inclui elementos não arbóreos como o solo, a água, os microrganismos, fauna e flora e a interação entre espécies e com as comunidades humanas. As plantações industriais de rotação curta em regime de monocultura não são nada disto e esta confusão serve apenas para prejudicar as florestas.

O interesse público da Praia Grande deve ser protegido

18 de março de 2014 | Download (PDF, 21.5 kB)

Biodiversidade da Lagoa dos Salgados e área envolvente continuam ameaçadas por empreendimento turístico.
As decisões tomadas pela administração central e local em relação ao Plano de Pormenor da Praia Grande não consideraram todos os factos e não foram fundamentadas por informação sólida.

Ria de Alvor: Tribunal Central Administrativo confirma reposição de habitats destruídos

11 de março de 2014 | Download (PDF, 30.1 kB)

O Tribunal Central Administrativo do Sul confirmou a condenação dos proprietários da Quinta da Rocha à reposição completa dos habitats que haviam destruído na Ria de Alvor, e a abster-se – a todo o tempo – de quaisquer intervenções nas zonas com espécies ou habitats protegidos.

Petição pela Regulamentação da Lei 53/2012

10 de fevereiro de 2014 | Ler agora

Aguarda-se a regulamentação da lei que protege as árvores de interesse público. É a Lei 53/2012, que o Governo tinha até novembro de 2012 para a regulamentar. Ainda não o fez e as árvores notáveis estão sem proteção e muitas terão de aguardar classificação. Entretanto perde-se a oportunidade de proteger património natural que não pode ser reconstruido ou restaurado depois de destruído.

Plataforma pela Floresta

21 de janeiro de 2014 | Download (PDF, 370.3 kB)

Pela salvaguarda da sustentabilidade da floresta portuguesa.