Semana dos Polinizadores

“À Descoberta dos Polinizadores” é um dos mais recentes projetos de A Rocha cujo objetivo principal é sensibilizar a comunidade educativa e a comunidade em geral para a importância dos polinizadores na biodiversidade e no equilíbrio dos ecossistemas. As ameaças aos polinizadores estão bem documentadas e são um dos principais problemas dos sistemas naturais e sistemas agrícolas. Resultam, na sua maioria, da perda e fragmentação dos habitats, da agricultura intensiva (nomeadamente através da utilização de fertilizantes e pesticidas) e das alterações climáticas. A Rocha pretende

Semana dos Polinizadores2022-04-07T10:58:53+01:00

Uma voluntária da Eslovénia

Na semana passada tivemos a nossa voluntária de longa duração mais recente, a Daša, a partilhar connosco a sua história de vida. Não queremos guardar só para nós, por isso decidimos partilhá-la convosco. Aproveitem! Olá! O meu nome é Daša e venho da Eslovénia. Sempre adorei animais, o que é uma das razões pelas quais escolhi fazer o meu bacharelato em biologia e mais tarde continuar o meu mestrado em Ecologia e Biologia com Ciências Naturais. Neste momento, estou a terminar a minha tese de

Uma voluntária da Eslovénia2022-03-22T15:29:13+00:00

Procuramos novo Diretor de Ciência e Conservação

Desde o início de A ROCHA, em 1983, a ciência sempre desempenhou um papel muito importante. A ROCHA, como organização de conservação da natureza, tem nos seus objetivos trabalhar para promover e assegurar uma correta gestão de áreas naturais com valor conservacionista. Entre os trabalhos realizados nestes quase 40 anos, A ROCHA tem bases de dados de aves, quer de anilhagem quer de contagens, com mais

Procuramos novo Diretor de Ciência e Conservação2021-12-31T15:14:44+00:00

Aeroporto de Montijo – Avaliação Ambiental Estratégica?

Organizações ambientalistas agem processualmente contra “falsa” Avaliação Ambiental Estratégia Opção por avaliação ambiental pouco estratégica e muito condicionada, para o novo aeroporto, leva as organizações ambientalistas SPEA, Almargem, ANP|WWF, A Rocha, FAPAS, GEOTA, LPN e ZERO e ClientEarth a comunicar ao Tribunal a sua contestação à Avaliação Ambiental Estratégica (AAE) adotada, pela sua inutilidade, ilegalidade e por não servir os interesses do país - ler mais

Aeroporto de Montijo – Avaliação Ambiental Estratégica?2021-12-15T13:05:42+00:00

Reserva da Lagoa dos Salgados

Já foi dado início à consulta pública sobre a proposta da futura Reserva Natural da Lagoa dos Salgados, disponível através do portal https://participa.pt/pt/consulta/proposta-de-classificacao-da-reserva-natural-da-lagoa-dos-salgados, e que decorrerá até ao dia 20 de janeiro de 2022. Pela importância que esta lagoa tem no panorama da conservação da natureza no Algarve apelamos à participação massiva da sociedade civil na consulta pública. A ROCHA e a muitas outras organizações de conservação da natureza estão a trabalhar para disponibilizar informação mais detalhada e minutas para que todos possam estar

Reserva da Lagoa dos Salgados2021-12-10T17:01:38+00:00

SEIVA 2021

No dia 13 de Outubro A Rocha e um grupo de 17 voluntários limparam parte do Estuário da Ria de Alvor. Infelizmente, depois de hora e meia de limpeza de enchermos 25 sacos com lixo, ainda ficou muito lixo por recolher. Esta atividade fazia parte da oferta do SEIVA (Semana de educação, iniciativas de voluntariado ambiental do Algarve) organizado pela Agência Portuguesa do Ambiente. Sob o tema Restauração de Ecossistemas - Década das Nações Unidas, este foi o quarto ano consecutivo de participação d' A

SEIVA 20212021-11-10T17:05:08+00:00

30 anos de Educação Ambiental n ’A Rocha

No passado dia 23 de setembro A Rocha iniciou as “Comemorações dos 30 Anos de Educação Ambiental” com um encontro onde estiveram presentes cerca de 26 convidados, entre professores, representantes de autarquias e outros parceiros. O Diretor Executivo de A Rocha, Marcial Felgueiras, referiu a importância da colaboração dos vários parceiros nos projetos de Educação Ambiental ao longo destes 30 anos, expressando o seu agradecimento no papel desempenhado na mudança de comportamentos relativamente à conservação da Natureza. Foram ainda apresentados os projetos para este ano

30 anos de Educação Ambiental n ’A Rocha2021-11-10T16:51:42+00:00

Como ensinar às crianças sobre a proteção e sustentabilidade marinha de maneira prática!

É fundamental que as crianças, desde cedo, desenvolvam o amor e o sentido de pertença ao meio que as rodeia: só assim poderão verdadeiramente respeitá-lo e cuidá-lo como um lar. Isso os ajudará a compreender o impacto de suas ações e a desenvolver um senso de responsabilidade compartilhada: cada um tem seu próprio papel na proteção do meio ambiente. Especialmente no que diz respeito à sustentabilidade e conservação do meio marinho, há muitas coisas que podem ser ensinadas às crianças: até mesmo umas férias na

Como ensinar às crianças sobre a proteção e sustentabilidade marinha de maneira prática!2021-11-10T16:22:43+00:00

Ministério da Agricultura também ignora peritos nomeados

No seguimento da tomada de posição de 14 ONGAs portuguesas no início deste mês de Julho, que consideraram a proposta de estrutura do PEPAC para Portugal do GPP/Ministério da Agricultura um potencial atentado à natureza e à biodiversidade nacional, que é a base de toda a vida, foram agora 9 dos peritos convidados pelo GPP para acompanhar o processo que tornaram pública a sua posição de preocupação sobre a nova PAC. Parte destes peritos inclusive já se demitiu do acompanhamento do processo. As

Ministério da Agricultura também ignora peritos nomeados2021-07-23T16:02:25+01:00

Exige-se um novo Plano Estratégico para a Política Agrícola Comum

A ROCHA associou-se a outras 13 ONGA numa intervenção para um novo Plano Estratégico para a Política Agrícola Comum em Portugal (PEPAC). O PEPAC é determinante para a implementação da Política Agrícola Comum 2022-27 em Portugal, e o seu desenho e implementação condicionarão o futuro da biodiversidade nacional. Os impactos negativos da agricultura sobre a biodiversidade são sobejamente conhecidos, pelo que estas 14 ONGA portuguesas pedem maior transparência no desenvolvimento deste instrumento de política, exigindo um PEPAC mais amigo do ambiente e que

Exige-se um novo Plano Estratégico para a Política Agrícola Comum2021-07-06T11:39:44+01:00